Na cidade mineira de Poços de Caldas, um morador de rua resolveu escrever um livro para contar sua história de vida.

Sob o título “O Maluco Sou Eu”, o agora autor Valter Luiz de Moraes, fala sobre os desafios de se viver em um local onde sobreviver é uma meta para todos os dias. Ele conta ainda que, nenhum morador de rua está nesta situação por simples escolha e há sempre outros fatores como preconceitos por parte da família ou da sociedade como um todo.

Sob o pseudônimo de Cigano, Valter tem 57 anos de idade, é mineiro de nascimento e morou em Limeira- SP, antes de passar a viver nas ruas de Poços de Caldas. Para o projeto de escrita do livro, ele contou com o apoio de dois estagiários de psicologia, Raphael Augusto Morais de Oliveira e Ana Paula Fernandes, que atuam na Casa de Passagem Trilhar, por onde o autor costuma passar.

Foto: Divulgação/Anielly Lorenzini

Durante o processo de composição do livro, Valter visitou lugares simbólicos para ele, na companhia dos estudantes de psicologia, para reviver memórias, o que ajudou na escrita.

Houve também, períodos em que Cigano preferiu voltar às ruas, chegando a passar meses, e nesse período a obra ficou parada. Porém, com persistência por parte dos estudantes de psicologia e do próprio Valter, foi possível vê-la terminada.

O livro ficou pronto em 2019, mas só agora, em 2021, com o dinheiro recebido por parte do governo, através do auxilio emergencial, é que será possível fazer o lançamento da obra.

O lançamento seguirá os protocolos de segurança impostos pela pandemia, mas a satisfação de ver sendo lançado seu primeiro livro, faz a emoção tomar conta de Valter.

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS