Se em terra de cego quem tem um olho é rei, em um mundo de gente desequilibrada quem tem controle sobre si, vira um super herói.

O mundo e a sociedade têm cobrado muito das pessoas e cada vez menos se tem um momento para ficar em silêncio e sozinhos. Na verdade, nos dias de hoje, a solidão se tornou algo a ser combatido.

Nós estamos atrás de estímulos desde o primeiro minuto do dia até o momento que não aguentamos mais acordados na cama. Seja pelo uso do celular, redes sociais ou entorpecentes digitais ou não.

Tudo parece ser medo de acabar ficando sozinho consigo mesmo e dar espaço a pensamentos mais íntimos. Somos obrigados a lidar com o mundo, com os problemas do mundo, com os problemas dos outros e estamos perdendo a capacidade de cuidar de nós mesmos ou até reconhecer o nosso eu interior.

Você se olha no espelho, vê seu rosto mas não reconhece mais a pessoa que está ali dentro. Isso é resultado da maneira como a pós-modernidade molda as pessoas, tudo é pra fora e vem de fora

Vivemos em movimento, agitados, lidando só com o lado de fora, e toda intimidade consigo mesmo se perde, você é um estranho para si, não sabe lidar com suas vontades e sentimentos, se distancia de quem você é.

A solidão não é sua inimiga, pense na solidão como um refúgio, um espaço só seu, longe dos barulhos, vozes e toda bagunça do mundo, a solidão te ajuda a aprender e ter controle sobre si mesmo.

Se você não entende como seu emocional funciona, não vai saber controlar suas reações, se você não pensa no que realmente quer e deseja, não vai saber o que buscar e como buscar, se não conhece seus limites, não sabe a hora de parar. Essa é a receita básica para o desequilíbrio emocional.

Conhecimento é poder e quando você tem conhecimento sobre si mesmo, se torna mais forte que a grande maioria das pessoas que estão se afogando no mundo exterior.

Se em terra de cego quem tem um olho é rei, em um mundo de gente desequilibrada quem tem controle sobre si, vira um super herói.

As pessoas estão cada vez mais instáveis emocionalmente, frágeis e não é a toa que estamos na geração dos ofendidos, não é a toa que a depressão é a doença do século.

Tudo isso está ligado ao fato de virarmos as costas para nós mesmos, nossos pensamentos, nossas angústias, nossos medos, tudo está sendo varrido para debaixo do tapete.

Não é só o nosso corpo que precisa de anticorpos, o emocional também e para isso não tem vacina, é preciso encarar de frente as angústias, dar atenção a nossos pensamentos e refletir o eu.

É preciso dar forma às coisas, mesmo aquelas que nos machucam, não dá para lidar com um problema que você não vê, que você não sabe a forma que tem.

Quanto mais você conhecer e entender o que te angustia mais fácil fica lidar com isso e se curar, mas não será ignorando as sombras que elas deixam de seguir você. Isso assusta, machuca é quase um luto, mas só assim tudo pode ir embora.

Crianças têm medo do bicho papão escondido dentro do guarda-roupa, adultos têm medo do que escondem dentro de si. Ambos os medos só podem ser curados tendo a coragem de olhar para dentro.

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS