“Esfriar a mente aquece o coração e aumenta a sua capacidade de amar de maneira não-egoísta e não-possessiva” – Lou Marinoff.

Li hoje essa frase e fiquei refletindo no quanto ela é verdadeira. Vivemos num mundo cheio de desequilíbrios e pessoas infelizes porque elas insistem em viver pelo CABEÇÃO e não pelo CORAÇÃO, parafraseando a querida terapeuta Gisela Vallin.

Eu vim das exatas e sei muito bem o que é ser dominado por esse cabeção o tempo todo. Porém, de alguns anos pra cá não só externamente, mas acima de tudo, internamente, estou aprendendo a equilibrar meu lado racional com o emocional.

Uma das consequências que surgiram e cresceram foi essa do Lou Marinoff. Estou cada vez aprendendo a amar mais e melhor, sem possessividade, sem ciúmes, sem desconfianças…

Mas não posso dizer que isso foi algo que caiu do céu ou que veio como um prêmio. Nada disso! Essa nova vibe foi construída dia após dia e na realidade continua sendo construída e aperfeiçoada!

Todos os dias busco momentos de recolhimento, de parada das atividades, de respiração profunda e um pouco de meditação! Essa prática ajuda a me conectar com minha essência e a ter mais consciência das atitudes, das palavras, dos compromissos etc.

Não é tomando um montão de remédios para ansiedade que nós aprendemos a amar mais e melhor. Aliás! Você já reparou que as pessoas que vivem com crises de ciúme costumam ter muita dor de cabeça, às vezes enxaqueca, têm também altas alterações de humor, taquicardia, tensões musculares enormes e por aí vai?

É muita energia retesada meus amigos! É muita energia que poderia muito bem ser levada para o cotidiano. Esse amor que falo aqui é o amor do trabalho bem feito, o amor que tem atenção para com todos os funcionários da sua empresa, o amor que gosta de compartilhar bons momentos com os amigos, o amor que fica super feliz de participar de algum projeto voluntário etc…

Tenho esse sonho de ver mais pessoas saindo desse amor tão egoísta e preso numa redoma que surge da possessividade, daquele sentimento: “Quero você só pra mim…”.

Temos o potencial para amar 7,3 bilhões de seres humanos. Será que você quer ficar preso a amar apenas 1 pessoa? Não acha que isso é sufocante demais não?…

Pense com carinho nisso tudo e perceba que está dentro de você todas as ferramentas para curar o egoísmo e a possessividade…

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS