Pensando nas comunidades de baixa renda de Santo Amaro (BA), a mestranda Layse Reis desenvolveu um inseticida barato capaz de combater as larvas do Aedes aegypti.

Nos meses em que trabalhou no Centro de Controle de Zoonoses da cidade baiana, Layse observou inúmeros locais onde havia água parada com larvas do mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya.

Ela identificou um ciclo vicioso: as larvas retornavam aos criadouros poucos meses após eles serem limpos e esterilizados. Isso acontecia especialmente em regiões carentes, cujo abastecimento de água era precário, forçando muitas famílias a guardarem o líquido em reservatórios improvisados.

Sensibilizada pela situação, a pesquisadora da Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS) criou uma alternativa barata para combater o mosquito. (Veja o texto na íntegra aqui!)

Via: Razões Para Acreditar

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS